A FILOSOFIA DA CULTURA EM SANTO TOMÁS DE AQUINO

GRABMANN, MARTIN
EDITORA MAGNIFICAT

33,00

Estoque: 6

Neste segundo volume da série de estudos tomistas, em "A filosofia da cultura em Santo Tomás de Aquino", o autor, Martin Grabmann, reflete sobre os fundamentos e os principais aspectos da cultura, extraídos do universo da obra do Aquinate. Quando a s ubversão de tantos valores fundamentais, em que se esteia nossa civilização, as graves perturbações e as profundas transformações que afetam substancialmente a estrutura social do nosso tempo parecem indícios de um ocaso civilizacional, mister ouçamt odos o sábio conselho: "Ide a Tomás". As ideias do Doutor Angélico sobre os valores religiosos, éticos e sociais, o valor cultural das ciências, em especial das ciências profanas, e, finalmente, sobre os valores estéticos da cultura - categorias dea ceitação universal, como sublinha agudamente Mons. Grabmann -, constituem uma explanação total, plena de harmonia e visão de conjunto. Em ordem hierárquica ascendente de bens: utilidade, beleza, bondade e verdade, manifesta-se a cultura, portanto,com o o percurso, no tempo, do espírito em busca do Bem infinito, que o transcende. "Eis por que toda cultura tem um sentido último religioso, e a dessacralização da vida implica crise, decadência e morte das culturas" (Derisi). Em resposta, recordao Pa pa Leão XIII, Santo Tomás "possui os princípios eternos para a solução dos problemas de todos os tempos: suas profundas análises e ulteriores deduções, sustentadas e guiadas - não como preconceitos, mas como verdades de ordem superior -, pela fée pel a teologia; seus princípios, ajustados num todo à realidade do nosso ser e às suas exigências naturais e sobrenaturais, são as diretrizes de toda cultura humana genuína".